Colares, fios, brincos, pulseiras e pendentes com pedras semipreciosas, gemas e cristais, em prata e pedras naturais coloridas!

Ametista a Diamante

Ametista

Grupo : Quartzo.

Dureza de Mohs: 7.

Composição Química: Sílica, dióxido de ferro, manganês, titânio, cálcio, magnésio, traços com cromo.Cor: Violeta claro a escuro, translúcido até transparente.

Proveniência: Brasil, Madagáscar, Namíbia, Sri Lanka, Uruguai, EUA.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, esfera, ovo, pingente, obelisco, pirâmide, cordão

Crenças e mitos: O nome vem do grego “Amethistos”, que significa “não bêbado”. Os gregos acreditavam que esta pedra protegia-os de feitiçarias, nostalgia, maus pensamentos, embriaguez, e da penetração destas forças sobre o espírito. Acreditavam ainda podia transformar os maus pensamentos em optimismo¸ libertando-nos de falsos amigos.

Chacras: Coronário: localiza-se em cima da cabeça, as suas cores são violeta e branco e a sua função principal é revitalizar o cérebro. Frontal ou terceiro olho: localiza-se entre as sobrancelhas, as suas cores são violeta escuro, índigo e anil e a função é revitalizar a visão.

 

Ágata

Grupo: Quartzo.

Dureza de Mohs: 6,5 – 7.

Composição química: Sílica, dióxido de ferro, cálcio, sódio, manganês, cromo, alumínio.

Cor: Cinzento, laranja, cor de areia, castanho, negro, azul brilhante, esverdeado, diversos traços, variados desenhos e amostras.

Proveniência: Brasil, Botswana, Alemanha, Índia, Madagáscar, EUA.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, esfera, ovo, pingente, obelisco, pirâmide, cordão.
 
Crenças e mitos: As Ágatas estão entre as mais antigas pedras preciosas e curativas e devem a sua atratividade à grande variedade de colorações e aos seus múltiplos desenhos. Na Antiguidade, as Ágatas eram trabalhadas em forma de pingentes e usadas como amuletos. Nos museus de Atenas e Paris, encontram-se até hoje joias e objetos de adorno da Antiga Grécia, que são muito admirados. Os antigos romanos acreditavam que as Ágatas, em forma de anéis, poderiam oferecer-lhe poder e riqueza.

Chacras: Básico: localiza-se na base da espinha, a cor é vermelho, é utilizado para trazer vitalidade ao corpo físico.
 

 

Amazonita

Grupo: Potássio, Feldspato.

Dureza de Mohs: 6- 6,5.

Composição química: Potássio, alumínio, sílica com magnésio, rubídio, ferro, sódio, cálcio, selênio.

Cor: Verde, verde-azulada, atravessada por veios brancos, opaca até transparente.

Proveniência: EUA, Brasil, Madagáscar.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, esfera, ovo, pingente.

Crenças e mitos: Devido às infusões de cobre, a Amazonita obtém a sua coloração típica verde-azulada. A Amazonita pertence às pedras sagradas dos índios, considerada valiosa por quase todos os povos indígenas como pedra de adorno e de cura.

Chacras: Quinto.

 

Âmbar

Dureza de Mohs: 2-2,5.

Composição química: Carbono, hidrogênio, oxigênio, enxofre.

Cor: Amarelo-claro, amarelo-dourado, amarelo-mel, laranja, vermelho, castanho, até negro, esverdeado, branco -leitoso, opaco e até transparente.

Proveniência: Dinamarca, Suécia, Rússia.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, pingente, cordão.

Crenças e mitos: O Âmbar, remonta aos primórdios da humanidade. Os gregos chamavam-no de pedra da energia, já que com uma fricção com um pano carregava-se electrostaticamente e ficava magnetizada. Entre os povos árabes, era muito apreciada como amuleto, afim de afastar os maus espíritos e proporcionar a mais verdadeira alegria. Os ciganos dizem que se fixarmos o olhar numa pedra de Âmbar em direção à lua cheia, veremos o rosto do futuro amor.

Chacras: Plexo Solar: melhora a ansiedade, remove energias negativas de outras pessoas, ajuda a ter clareza, calmante.

 

Aventurina

Grupo: Quartzo.

Dureza de Mohs: 6-6,5.

Composição química: Sílica, dióxido, cromo, ferro, manganês.

Cor: Verde-claro a escuro, opaco até translúcido.

Proveniência: Índia e Brasil.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, esfera, ovo, pingente, cordão.

Crenças e mitos: Segundo a tradição dos gregos, a Aventurina oferece coragem, otimismo e criatividade.

Chacras: Quarto.

 

Azurita

Dureza de Mohs: 3,5-4.

Composição química: Cobre, carbonato, cálcio, cobalto, zinco, enxofre, ferro e cromo.

Cor: Azul-marinho até azul muito escuro, opaca.

Proveniência: EUA, México, Namíbia, Chile e Austrália.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pingente.

Crenças e mitos: A Azurita já foi moída e transformada em pó pelos antigos gregos e romanos, e empregada como remédio e corante.

Chacras: Frontal: ajuda no contato com os guias espirituais. Aumenta a habilidade psíquica, bloqueia a negatividade, estimula o fígado e ajuda na desintoxicação.

 

Calcita

Dureza de Mohs: 3.

Composição química: Cálcio.

Cor: Alaranjado-escuro até alaranjado-amarelado, opaca até transparente.

Proveniência: Brasil.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada.

Crenças e mitos: Lendas dos índios do México afirmam que a Calcita-Alaranjada armazenava de dia uma carga tão grande da luz do Sol, que a fazia luzir de noite. Os índios acreditavam que o uso desta pedra impedia que os maus espíritos os alcançassem. Na medicina, a Calcita tem, em razão de seu alto conteúdo de cálcio, um significado importante, constituindo-se numa das pedras fundamentais para uma grande quantidade de medicamentos.

Chacras: Plexo Solar.

 

Citrino

Dureza de Mohs: 7.

Composição química: Sílica, dióxido de ferro, manganês, cálcio, titânio.

Cor: Amarelo-claro, castanho-dourado, castanho-avermelhado, transparente até translúcido.

Proveniência: Brasil, Colômbia, EUA, Madagáscar.

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada, pêndulo, pingente, cordão.

Crenças e mitos: O manganês e o titânio, em consequência das altas temperaturas e pressão, atribuem ao Citrino a sua cor amarelada. O nome Citrino vem do grego e significa “pedra de limão”. Os legionários romanos usavam-na sobre o peito para se resguardarem de maus olhares e de intrigas de invejosos. Até a Idade Média o Citrino foi usado como a pedra de sorte, que deveria proporcionar vida eterna.Chacras: Plexo Solar: utilizado para se ter boa saúde, ajuda na concentração, nos estudos e também nos casos de depressão.  

 

Cornalina

Cor: Laranja, vermelho alaranjado, vermelho.

Transparência: Translúcido a opaco.

Dureza de Mohs: 6,5-7.

Sistema cristalino: Hexagonal (trigonal), agregados, fibrosos.

Composição química: Óxido de silício.

Proveniência: Índia, Uruguai, Brasil, Madagáscar.

Chacras: Segundo. Umbilical: localiza-se no umbigo, cor laranja, força e vitalidade física.

 

Diamante

Dureza de Mohs: 10.

Composição química: Carbono Cristalizado. Sistema isométrico.

Cor: Amarelo, Azul, Negro, Rosa.

Proveniência: Austrália, o Botswana, o Congo, a Rússia e a África do Sul

Formas existentes: Pedra bruta, lapidada

Crenças e mitos: Curiosamente, os indígenas da América do Sul tinham “medo” dos diamantes, consideravam que eram os olhos dos deuses, que os vigiavam. Sempre foi tratada como sendo algo especial.

Chacras: Sétimo, nono, décimo.

 

Naturabela, Pedras com Alma